o vinho branco com peixe e o vinho tinto com carne é uma regra para cumprir?

a regra é adequada mas não deve ser um dogma. a vinificação do vinho branco faz-se na ausência das películas da uva. por isso o vinho branco tem muito menos taninos e outros compostos fenólicos (da cor, por exemplo) do que o vinho tinto. os taninos são compostos vegetais que precipitam as proteínas, por exemplo, as da nossa saliva, deixando uma sensação momentânea de encortiçamento na boca. os taninos do vinho tinto necessitam de pratos mais proteicos, designadamente com carne. quanto mais taninoso for um vinho mais proteína deve ter o prato. também o nível de acidez do vinho é importante e aí o vinho branco é, normalmente, mais ácido do que o vinho tinto. a acidez atenua o teor de gordura de um prato. portanto, se tiver um peixe gordo como a sardinha, um vinho branco ácido (vinho verde, por exemplo) seria a combinação ideal. mas se for um peixe magro com alto teor de proteína, como o atum, um vinho tinto pode ser a escolha acertada.